Do grão à xícara

Conheça o caminho que o grão de café faz para chegar até a sua xícara.

Sobre o grão

O café origina-se de um fruto, e seus aromas e sabores são definidos pelas características do solo, altitude e umidade do processo de cultivo. Por isso, café não é tudo igual. Conforme a região produtiva, o grão pode apresentar maior teor de acidez, ter um sabor mais adocicado ou dar origem a um café mais encorpado, de sabor pronunciado.

Colheita

Após a florada do café, é feita a colheita. As técnicas variam entre as regiões produtivas, mas as mais comuns são a colheita seletiva e a derriça. Na primeira, feita de forma manual, colhem-se apenas os frutos totalmente maduros. Já na derriça, feita ou também manualmente ou com máquina colheitadeira, colhem-se todos os frutos de uma só vez.

Torrefação

Após colhidos, secos e descascados, os frutos vão para a torra. É este processo que transforma a cor do grão de um verde claro para o característico marrom. Além das características do grão, é durante o processo de torra que o aroma, o sabor e a intensidade do café são criados e ressaltados.

Do filtro para a xícara

Para a xícara perfeita, o ideal é o café passado na hora, que deixa perceber melhor as diversas características do café (aroma, corpo, dulçor natural, acidez) e ainda desperta sensações de prazer e bem-estar durante o preparo.