Edição especial Baco
SKU
11000888/fina_250

  • Frutos colhidos maduros e secos em terreiro suspenso, resultam em uma bebida extremamente frutada, de alta acidez e corpo.
  • Escolha sua moagem para o método de preparo de sua preferência.

Por: R$ 32,90

Preço a vista: R$ 32,90

Comprar

Um café com história para você desafiar os sentidos e aproveitar o inverno!

saiba mais sobre esta edição especial

Processos mais avançados de fermentação da polpa da fruta do cafeeiro levam à formação de substâncias de notas de aroma e sabor muito intensas, lembrando frutas vermelhas combinadas, como amora, cereja e groselha.

O café Baco é uma homenagem da Melitta para os meses frios do ano, uma bebida com notas de frutas, aromas que lembram as notas dos melhores vinhos. É um café que nos remete aos momentos aconchegantes, dos quais prestamos mais atenção à temperatura do café, os sabores, as notas. Este café desperta e desafia os sentidos para você sentir mais a vida com a Melitta. Uma experiência deliciosa para você curtir o inverno.

Quer saber mais sobre as pessoas por trás deste café?

uma história de geração em geração

Osmar Pereira Nunes, patriarca da família, iniciou no ramo cafeeiro em 1984 no solo do Cerrado Mineiro. Plantou 10 hectares de café arábica, e depois de um ano, mais de 7 hectares da fazenda Freitas recebem o plantio. Há mais de 30 anos no campo, Osmar Jr mais conhecido como Juninho afirma que o “café deixou de ser uma commodity para se tornar especiaria, um produto valorizado e apreciado no mundo todo. Para o produtor não existe alegria maior que chegar na fazenda e sentir o cheiro da florada”.

nova geração

A Nunes Coffee une tradição e modernidade para o novo mundo do café. Segundo a família, os cafés colhidos das fazendas são reconhecidos como alguns dos melhores do mundo. Resultado de um trabalho contínuo diário, dedicação integral e processos inovadores, conferiram premiações nacionais e internacionais à Nunes Coffee.

sobre o processo do lote do café baco

Todo grão tem sua história. Na pré colheita foram analisados talhão por talhão (pequenas áreas de rastreabilidade dentro das fazendas). Após cuidadosa avaliação, foi decidido qual seria o processo de pós colheita. Nesse caso o café foi colhido e lavado, logo após foi descascado e levado para terreiro suspenso para a secagem, tudo feito de forma manual.

*Se você quer saber mais sobre o processo de fermentação deste café:

Segundo o produtor Gabriel Nunes, da Nunes Coffee, a fermentação na cafeicultura já e utilizada há mais de 30 anos. Sua função é de preservar as características das sementes e facilitar os processos de secagem dos cafés especiais, assim como a retirada da mucilagem (polpa) dos cafés descascados. Na Colômbia e em regiões que chovem durante o período de colheita, os processos de fermentação podem ser uma grande ferramenta para o produtor de café. Nas fazendas da Nunes Coffee os processos de fermentações começaram em 2014, baseados em estudos de que a fermentação aumenta a produção de compostos voláteis e fenólicos que são positivas nos aromas e sabores do café. No caso deste café foi utilizado um processo de fermentação anaeróbica em bags, que ficaram por 36 horas fermentando na sombra de uma mata aonde a temperatura variou de 15 a 23 graus no horário mais quente (esta temperatura deve ser mais baixa para não correr riscos da fermentação ser negativa). Após o processo de fermentação, o café foi retirado e colocado para secar em um terreiro suspenso ao final da tarde, e a partir da meia seca, foi seco com sombrite no período mais quente do dia para retardar o processo de retirada de água dos grãos de café. O tempo gasto para secar este lote foi de 18 dias.

**O que é a avaliação SCAA e a pontuação

Nos anos 90, a SCAA – Specialty Coffee Association of America (Associação Americana de Café Especiais), criou o TSC – Technical Standards Committee (Comitê de Normas Técnicas). Este comitê estabeleceu uma codificação para avaliação sensorial do café, introduzindo a Avaliação Objetiva, que quantifica a avaliação do café. Trata-se de uma escala de 0 a 100 pontos, que avalia 10 atributos, que individualmente variam de zero a dez pontos. O objetivo é manter um padrão de avaliação do café por um júri certificado pela SCAA. Neste caso, por exemplo, o café foi avaliado por nossos especialistas certificados Q-Graders da Melitta que o pontuaram em 84,75.

TOPO

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Todas as marcas e suas imagens são de propriedade de seus respectivos donos.
É vedada a reprodução, total ou parcial, de qualquer conteúdo sem expressa autorização.